Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2966
Title: Caracterização química e anatômica do mesocarpo do coco da espécie Cocos nucifera L.
Authors: Sanches, Leonardo de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Abreu, Heber dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Abreu, Heber dos Santos
Souza, Natália Dias de
Oliveira, Gisely de Lima
Keywords: Fibra de coco
Parênquima
Coqueiro
Issue Date: 14-Nov-2014
Abstract: Este trabalho teve como objetivo a caracterização química e anatômica do mesocarpo do coco, no qual se distinguem duas partes, tecido fibroso e parenquimatoso. As análises químicas realizadas foram: a quantificação da lignina pelo método de Klason e da holocelulose por cloração e ozonólise. Também foi realizado os testes de Wiesner e vanilina para a localização de tecidos lignificados e presença de tanino. Foi utilizada a microscopia de campo claro e a fluorescência para analisar os cortes anatômicos. O teor de lignina encontrado no parênquima foi de 30,5% e na fibra foi 19 %. Quanto foi realiado a micros ao teor de holocelulose os resultados obtidos foram de 35,84 % para o parênquima e 36,54% para as fibras. O teor lignina encontrado no parênquima foi superestimados pela provável condensação dos ácidos p-hidroxicinâmicos com a lignina do parênquima. O teste de absorção de água mostrou maior hidrofilicidade do tecido parenquimatoso em relação ao feixe fibroso, por ter apresentado um teor de absorção de 83,48% em relação ao seu peso seco, enquanto a fibra apresentou absorção de 71,37%. Os espectros no infravermelho não mostraram diferença significativas entre as absorções quando comparados a fibra e o parênquima. O teste de Wiesner confirmou a presença de lignina nos feixes fibrosos dando negativo para o parênquima. O teste com vanilina foi utilizado para identificar células taníferas no mesocarpo. A microscopia com fluorescência confirmou a existência de lignina no feixe vascular e regiões do parênquima. Os testes realizados permitiram concluir que as propriedades diferenciais entre fibra e parênquima podem contribuir para melhor utilização
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2966
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia-Leonardo de souza Sanches2010035508-1.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.