Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2800
Title: Desenvolvimento e maturação de sementes da leguminosa arbórea Andira anthelmia (Vell.) Benth
Authors: Ferreira, Diego Lins
metadata.dc.contributor.advisor: Breier, Tiago Böer
metadata.dc.contributor.members: Breier, Tiago Böer
Abaurre, Gustavo Wyse
Conde, Marilena de Menezes Silva
Keywords: Angelim-morcego
Tetrazólio
Ponto de coleta
Colheita
Issue Date: 26-Jun-2014
Abstract: Este trabalho descreve o desenvolvimento e a maturação dos frutos e sementes da leguminosa arbórea nativa da Mata Atlântica Andira anthelmia (Vell.) Benth. (angelim-morcego) pelo acompanhamento da taxa de germinação e umidade. O processo de maturação do fruto foi acompanhado a partir da primeira semana após a floração e fecundação até a 30ª semana (quatro semanas após o início da dispersão). As coletas de frutos e sementes foram realizadas em intervalos de uma semana até a 6ª semana, quando passou a ser realizada em intervalos de duas semanas. A medição dos frutos, a determinação da massa seca e o percentual de umidade foram realizados em amostras de frutos de todas as coletas. Nas sementes o acompanhamento e avaliação dos mesmos parâmetros foram iniciados a partir da 6ª semana. Os testes de germinação foram realizados nas amostras de sementes coletadas no período entre a 18ª e a 28ª semana. Também foram analisadas sementes de frutos colhidos no solo após o início da dispersão em comparação com sementes de frutos ainda persistentes na árvore. Os frutos maduros foram separados em dois lotes, coletados no solo e na árvore, em seguida, amostras destes lotes foram submetidas ao teste de tetrazólio para uma comparação inicial da viabilidade. Nos resultados obtidos com o teste de tetrazólio evidenciou-se que mesmo sendo recalcitrantes, as sementes podem manter a viabilidade por no mínimo três meses após o período de dispersão, possivelmente devido à proteção do endocarpo fibroso. Durante a maturação, os frutos e as sementes atingiram seu tamanho máximo na 12ª e na 18ª semana respectivamente após a antese. As dimensões médias máximas dos frutos e sementes encontradas foram de: nos frutos 45,6mm de comprimento, 33,8mm de largura e 33,8mm de espessura; nas sementes 31,5mm de comprimento, 21,0mm de largura e 22,0mm de espessura. Os resultados obtidos indicaram que a colheita para plantio imediato pode ocorrer a partir da 22ª semana após a antese, onde os frutos apresentam percentuais de umidade entre 55% e 43% e a dispersão inicia a partir da 26ª semana após a antese, com um percentual médio de umidade na semente de 41%.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2800
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Diego Lins - 2014-I.pdf1,68 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.