Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/1601
Title: Aspectos quali-quantitavos dos parâmetros ambientais e abundância do peixe-rei Atherinella brasiliensis (Quoy & Gaimard) (Atheriniformes, Atherinopsidae) na Baía De Sepetiba, RJ
Authors: Cardoso Filho, Antonio Sergio
metadata.dc.contributor.advisor: Araújo, Francisco Gérson
metadata.dc.contributor.members: Araújo, Francisco Gérson
Oshiro, Lidia Myako Yoshii
Simão, Sheila Marino
Keywords: Atherinella brasiliensis
Parâmetros hidrográficos
Sedimento
Mangue
Issue Date: Aug-2007
Abstract: Atherinella brasiliensis (Cuvier, 1830) é uma espécie muito comum na costa brasileira, sendo encontrada em baías, manguezais e outras áreas semi-fechadas onde figura entre as mais abundantes espécies de peixes. Este trabalho tem por objetivo comparar duas áreas de mangues na Baía de Sepetiba, uma localizada no continente (Praia da Raia), relativamente mais estruturada, com uma área similar localizada na Ilha de Itacuruçá (Praia da Berla), porém de menor grau de estruturação. Os aspectos comparados foram as variações espaciais e temporais na ocorrência do peixe rei Atherinella brasiliens, os parâmetros hidrográficos (temperatura, salinidade, profundidade e transparência), a textura e composição química do sedimento, e a estruturação das duas áreas de mangue. Um programa de arrastos de praia foi realizado entre janeiro de 2006 e maio de 2007, nas duas zonas de mangue, de acordo com sua proximidade do Manguezal: interna- abrigada Praia da Berla (PB) e externa – exposta Praia da Raia (PR). Amostras mensais de peixes foram tomadas em triplicatas em cada ocasião de amostragem, bem como foram medidas as variáveis ambientais de temperatura, salinidade, transparência, visibilidade e profundidade. Abundância relativa foi avaliada com base nas CPUEs (Captura por Unidade de Esforço) em termos de número e de biomassa.. Um total de 2422 indivíduos foi capturado, e peso 3537,62 g. Um maior número de peixes foi registrado na Praia da Berla, com as biomassas não tendo apresentado diferenças significativas. Sazonalmente, também não se verificou diferenças significativas em relação ao número e peso, embora tenha se observado uma tendência de maiores valores na primavera. Não foram detectadas correlações significativas entre a abundância (número e peso) dos peixes e as parâmetros hidrográficos, nem entre as variáveis químicas do sedimento. As maiores abundâncias dos peixes no ambiente relativamente menos estruturado (Praia da Berla) sugere que tais espécies são pouco dependentes de abrigos providos pelo mangue, e que ambientes menos salinos, mais rasos e de maior transparência parecem oferecer melhores condições para a ocorrência destas espécies.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/1601
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_Antonio_Sergio_Cardoso_Filho.pdf1,76 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.